Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Porquê a ilha de São Miguel? - parte 2

por Nuno França, em 18.03.18

Vejam as fotos, apreciem e depois respondam à pergunta! 

(parte 1 aqui)

 

Fiquem atentos, próximo post amanhã com mais fotografias!

Ilha de são Miguel, Arquipélago dos Açores, no meio do Oceano Atlântico!

 

Sigam-me nas redes sociais para mais fotografias:

Instagram

Facebook

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:29

Porquê a ilha de São Miguel? - parte 1

por Nuno França, em 16.03.18

Vejam as fotos, apreciem e depois respondam à pergunta!

Fiquem atentos, próximo post amanhã com mais fotografias!

Ilha de são Miguel, Arquipélago dos Açores, no meio do Oceano Atlântico!

 

Sigam-me nas redes sociais para mais fotografias:

Instagram

Facebook

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:55

Explorando a Roménia (parte 2)

por Nuno França, em 14.03.18

Olá a todos!

No seguimento meu primeiro post a falar sobre a minha viagem à Roménia (aqui), continuo com mais um, a falar sobre outros locais.

Uma das regiões que me fascinou imenso na Roménia foi a região da Transilvânia, mais em concreto, a zona de Maramures, uma zona rural, com muitas planícies e também montanhas, com muito verde.

Por toda a região, senti-me como se estivesse em casa (nos Açores, ilha de São Miguel), pois estive na altura da Páscoa e, nesta altura, estava tudo muito verde, como podem ver nas imagens.

 A forma como fardos de palha são feitos foi um dos detalhes que mais gostei de ver. Nas muitas planícies, era comum encontrar.

Os pastores, também é habitual encontrar um pouco por toda esta região.. tal como aqui nos Açores, vemos muitas vezes as vacas a pastar, a percorrer as estradas da ilha nas mudanças de pastagens, mas aqui, na Roménia, vemos muito as ovelhas e, acreditem... cheguei a ver porcos a pastar!!!

Aqui, neste local, são feitas cerimónias religiosas para festejar a Páscoa. Na Roménia, tudo diferente do habitual, com uma missa campal à noite, com milhares de pessoas e com a população a benzer alguns bens (comidas, etc), no decorrer da festa.

Outro local que adorei visitar (e não, não sou daquelas pessoas que gostam de visitar/fotografar cemitérios), foi Merry Cemetery (Sapânta), em que as campas são decoradas de forma completamente diferentes do que se vê noutro cemitério... Geralmente, apresentam a pessoa que morreu, com determinado texto (e imagem a companhar), com dizeres a respeito da mesma (algumas vezes, com humor à mistura, inclusive, a falar sobre o que levou à morte da mesma).

No caso abaixo, como vêem, foi uma criança que, segundo a imagem, já nos diz como "encontrou" a morte: atropelamento.

 

 Ou outro cemitério, que mais parecia um jardim (por estar muito disperso) e, claro está... por ter também uns "clientes" frequentes: galinhas/galos!

Em termos de estadia, ficamos em pensões durante os 2/3 dias que passamos por lá, em diferentes zonas, pois temos de andar muito carro e, falando de custos, não foi nada de especial tendo em conta o nível de vida lá. Pensões extremamente bem arranjadas, a rondar os 20€.

Em Vişeu de Sus, também por estes lados, experimentamos uma viagem num comboio a vapor por entre os vales e florestas! Muito bom!  

 

 

Espero que tenham gostado!

Sintam-se à vontade para alguma questão.

 

 

 (post reformulado pois algumas das fotografias não foram carregadas devidamente)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

Foto do dia

por Nuno França, em 14.03.18

No ano passado tive a oportunidade de visitar várias zonas de Portugal e a expectativa era grande para conhecer a Nazaré, principalmente aquilo que transformou por completo este nome à escala mundial: as ondas gigantes...

Pois bem, estivemos lá em Abril e não sabia o que esperar (não fomos propositadamente pelas ondas), se iria ver ondas ou não... e encontramos a praia desta forma, completamente "flat" (sem ondas).

 

Muitas mais fotografias na minha página do facebook. Visitem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Foto do dia

por Nuno França, em 11.03.18

Eléctrico 28 – Prazeres

 

Bom resto de Domingo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:19

Cruzeiro - parte 3

por Nuno França, em 05.03.18

Olá a todos novamente!

Seguindo os posts anteriores, mais um dia de viagem e cheguei a outro ponto muito conhecido por todo o Mundo: Mykonos Tal como Santorini, uma ilha cheia de turistas de todo o mundo e que procuram, sobretudo, praia!

Tinha enorme curiosidade em visitar uma das ilhas da Grécia pela sua imagem de marca (casas brancas e azuis) e, após a mudança de trajecto do cruzeiro (que expliquei no primeiro post sobre a viagem), foi possível esta passagem por Mykonos.

Ponto negativo da visita, foi o excesso de turismo no centro da zona mais turística da ilha, com as casas típicas. Fora isso, gostei imenso, algumas ruas muito estreitas, muito interessante!

Espero que gostem das fotografias.

 

IMG_5787_net.jpg

 

IMG_5789_net.jpg

 

IMG_5805_net.jpg

IMG_5793_net_redimensao.jpg

 

IMG_5810_net_redimensao.jpg

 

IMG_5813_net.jpg

 

IMG_5814_net.jpg

 

IMG_5817_net.jpg

 

IMG_5818_net.jpg

 

IMG_5820_net.jpg

 

IMG_5821_net.jpg

 

IMG_5825_net.jpg

 

IMG_5831_net.jpg

 

IMG_5832_net.jpg

IMG_5836_net_redimensao.jpg

 

IMG_5838_net_redimensao.jpg

 

IMG_5841_net_redimensao.jpg

 

IMG_5844_net_redimensao.jpg

 

IMG_5846_net_redimensao.jpg

 

IMG_5851_net_redimensao.jpg

 

IMG_5852_net_redimensao.jpg

 

IMG_5854_net.jpg

 

IMG_5858_net.jpg

 

IMG_5863_net_redimensao.jpg

 

IMG_5871_net.jpg

 

IMG_5872_net_redimensao.jpg

 

IMG_5876_net.jpg

 

IMG_5881_net.jpg

 

IMG_5882_net.jpg

 

IMG_5885_net.jpg

 

IMG_5886_net_redimensao.jpg

 

IMG_5887_net_redimensao.jpg

 

IMG_5888_net.jpg

 

IMG_5890_net_redimensao.jpg

 

IMG_5891_net_redimensao.jpg

 

IMG_5892_net_redimensao.jpg

 

IMG_5893_net_redimensao.jpg

 

IMG_5895_net_redimensao.jpg

IMG_5897_net_redimensao.jpg

IMG_5898_net_redimensao.jpg

 

 

Podem ver mais aqui:

Cruzeiro - parte 1

Cruzeiro - parte 2

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:43

Cruzeiro - parte 2

por Nuno França, em 10.02.18

Olá, bom dia a todos!

No seguimento do meu último post, sobre a minha estreia numa viagem de cruzeiro (podem ler aqui), hoje deixo-vos com mais uma etapa da viagem!

 

Já em viagem, com o primeiro destino, Bari (Itália), abaixo algumas imagens da cidade. Esta foi a primeira cidade onde o navio fez paragem e, tinha um ponto positivo, o porto ficava próximo da cidade e foi perfeitamente possível fazer o percurso a pé. A ver no centro de Bari, o Castello Normanno-Svevo.

 

GOPR6395_net.jpg

IMG_5727_net.jpg

 

IMG_5728_net.jpg

 

IMG_5730_net_redimensionada.jpg

IMG_5731_net.jpg

 

IMG_5732_net_redimensionada.jpg

IMG_5734_net_redimensionada.jpg

 

IMG_5737_net.jpg

IMG_5740_net.jpg

 

IMG_5741_net.jpg

IMG_5743_net.jpg

 

IMG_5745_net.jpg

IMG_5746_net.jpg

 

IMG_5754_net.jpg

IMG_5757_net.jpg

 

IMG_5760_net.jpg

 

Depois de Bari, uma escala meramente técnica em Katakolon (Grécia). Aqui, uma das primeiras supresas negativas, a questão dos transfers, que é a prova provada de que é tudo uma máquina de fazer dinheiro… transfers próprios da MSC, alguns com valores acima dos 30€. Não estava preparado para que fossem tais valores (pois na agência de viagens tinham dito que eram valores a rondar os 5 – 10€ e, em grande parte dos portos de paragem não era necessário transfer).

Decidi ir na mesma pois tinha pontos interessantes a visitar, nomeadamente o The Museum of Ancient Greek Technology, o que valeu muito a pena, aliás, foi um local onde estive quase 2 horas a ver a exposição. Com dezenas de invenções da Grécia Antiga, provas vivas e a funcionar de coisas que hoje em dia são “banais” e que foram os gregos que criaram (o primeiro relógio hidráulico, o primeiro relógio de alarme ou mesmo a catapulta em tamanho real)! Com tudo a ser pago hoje em dia, surpreendeu-me pela positiva o facto de ser de entrada gratuita!

Um local que foi impossível visitar (muita gente, filas enormes e pouco tempo na ilha), foi o Olympia e por ser caro, acabou por não valer a pena ir.

Um ponto negativo foi o facto de ver como aquela ilha estava a reflectir (quando estava a bordo do autocarro em direcção ao centro de Katakolon) o estado da Grécia… em cada paragem em stops, semáforos, crianças apareciam à frente dos carros/autocarros com escovas limpa-vidros a pedir dinheiro para limparem os carros. Ou, outro ponto que me impressionou (devido à greve dos serviços de recolha de lixo – vim a saber posteriormente deste detalhe), milhares e milhares de sacos de lixo espalhados em diversos pontos da ilha.

IMG_5762_net_redimensionada.jpg

IMG_5764_net_redimensionada.jpg

IMG_5767_net.jpg

IMG_5770_net_redimensionada.jpg

 Próximo post em breve!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:07

Cruzeiro - parte 1

por Nuno França, em 28.01.18

Recentemente cumpri um sonho: realizar um cruzeiro!

Em Outubro de 2015 decidi começar a pesquisar sobre o assunto, com intuito de escolher o Cruzeiro, tendo por base as cidades por onde passava e os custos totais.

Várias hipóteses, desde partir de Barcelona, com cruzeiro no Mediterrâneo ou idas para os lados dos fiordes da Noruega, não foi propriamente fácil.

Optei, depois de tanta pesquisa, por fazer um cruzeiro no MSC Magnífica, com partida de Veneza (um dos meus sonhos, visitar esta cidade diferente do habitual) e regresso também ao mesmo ponto de partida. 

Tratei então de tudo com a agência de viagens pela comodidade (que saiu cara, explico mais à frente porquê).

O percurso inicial (no final de 2015) seria Veneza e Bari (Itália) - Katakolon (Grécia) - Izmir e Istambul (Turquia) - Dubrovnik (Croácia) terminando em Veneza. Contudo, como infelizmente, aconteceu o que todos sabemos em Istambul, a própria companhia alterou o percurso do cruzeiro, para Veneza e Bari, Katakolon, Mykonos e Atenas (Grécia), Dubrovnik, Veneza.

Logo aí fiquei mais satisfeito, pois no momento fiquei preocupado com as paragens na Turquia.

Chegado ao dia da viagem, fiz voo de São Miguel para Lisboa e, posteriormente, Lisboa – Veneza. Como tinha o sonho de conhecer Veneza, obviamente decidi ficar uma 1 dia por lá para explorar a cidade antes de partir para o cruzeiro. Assim, fiquei no Hotel Rialto, junto à famosa ponte “Rialto Bridge”.

IMG_5529_net.jpg

IMG_5531_net.jpg

IMG_5532_net.jpg

 

Explorei então a cidade, Praça de São Marcos, as diversas pontes que tornam a cidade um tanto ou quanto confusa, com tantos locais semelhantes, que, para quem chega lá pela primeira vez, por ter tantos canais, num instante nos perdemos. Mas gostei de ter essa sensação e necessidade de utilizar o “GPS” interno.

A parte que mais desgostei na cidade foi, precisamente, o excesso de turismo (os locais também se queixam – e por essas e por outras, quando saí do hotel, tive de pagar uma taxa de turismo) … a própria ponte Rialto que tem vários degraus, cheia de turistas… uma autêntica confusão! E mais, a ponte Rialto estava em manutenção, pelo que, não a vi propriamente dita, estava com um cartaz enorme na sua extensão, com uma fotografia da mesma…. Ela estava lá, mas não a “vi”…

IMG_5542_net.jpg

IMG_5543_net.jpg

IMG_5544_net.jpg

 

IMG_5550_net.jpg

 

IMG_5551_net.jpg

 

IMG_5552_net.jpg

 

IMG_5553_net.jpg

 

IMG_5554_net.jpg

 

IMG_5555_net.jpg

 

IMG_5567_net.jpg

 

IMG_5569_net.jpg

 

IMG_5578_net.jpg

 

IMG_5580_net.jpg

 

IMG_5607_net.jpg

 

IMG_5613_net.jpg

 

Chegou a hora de partir para o cais de cruzeiros. Tinha o meu táxi (de luxo – no pacote o valor acrescentado foi de 160€) para me levar a tempo e a horas para o cruzeiro. Senti-me num Lamborghini aquático… (podia ter escolhido outro tipo mais barato, mas seria arriscado em termos de horário e podia perder o barco!). Assim, tive um barco só para mim! Adorei a experiência!

GOPR6289_net.jpg

GOPR6298_net.jpg

GOPR6314_net.jpg

Quase a chegar ao navio, o táxi lado a lado com o navio, a dimensão era outra, fiquei arrepiado por estar a chegar a algo tão esperado!

Já no interior do navio, uma espera considerável pois todas as medidas de segurança são tidas em conta, chegou a hora de ir para a cabine (sim, cabine interior, pois o orçamento não esticava!). Suficiente, pois o quarto só estaria ali para dormir… dado que diariamente iria estar noutras divisões do barco ou no exterior deste.

Se escolherem, tenham em atenção a localização (pois eu fiquei num quarto colado a um de arrumos e, como o barco não está propriamente parado, senti alguns barulhos com a movimentação do barco). Portanto, não recomendo, tentem saber isso!

Diariamente recebem um plano com todas as actividades/espectáculos que vão decorrer a bordo. Informam também sobre o próximo destino, horas de partida do barco.

GOPR6320_net.jpg

 

IMG_5667_net.jpg

 

IMG_5668_net.jpg

 

IMG_5670_net.jpg

 

IMG_5679_net.jpg

 

IMG_5682_net.jpg

 

IMG_5688_net.jpg

 

IMG_5689_net.jpg

 

Fiquem atentos ao próximo post, com a continuação da viagem!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:26

Foto(s) do dia

por Nuno França, em 07.01.18

Uma fotografia tirada do avião, no ano passado, quando viajava para Veneza. Não sei de que montanhas se tratam. Mas gostei da foto.

Se souberem onde fica, digam! 

 

Bom 2018 a todos!

IMG_5519_net_blog.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37

Viagem pela ilha do Faial (Açores)

por Nuno França, em 01.11.17

Olá a todos! Tal como vos tinha falado, da nossa Viagem pela ilha do Pico, optamos por uma breve passagem pela vizinha ilha do Faial.

De manhã, apanhamos o ferry-boat que transporta algumas pessoas que fazem todos os dias o trajecto Pico-Faial-Pico (e Faial-Pico-Faial) para trabalhar na ilha vizinha, até porque a viagem demora pouco mais de 30 minutos.

Ferry-Boat

Da praxe, implicava passar pelo Peter Café Sport, junto à Marina da Horta e cuja paragem é obrigatória.

Peter (1).jpg

 

 

IMG_0757.jpg

IMG_0759.jpg

IMG_0764.jpg

Monte da Guia, na Horta, com a praia de Porto Pim também visível na baía.

IMG_0777_redimensionada.jpg

2 (17).jpg

 

IMG_0776_redimensionada.jpg

Ilha do Pico e o respectivo ferry-boat a caminho da Horta (Faial). Parte da ilha de São Jorge também visível na imagem.

IMG_0781.jpg

IMG_0764.jpg

IMG_0784.jpg

 

Miradouro na Espalamaca, com as ilhas do Pico (no primeiro plano) e São Jorge mais ao longe. 

2 (3).jpg

Monte do Carneiro, miradouro com vista sobre a Horta e a ilha do Pico ao fundo. Também é visível parte da ilha de São Jorge.

2 (6).jpg

Praia de Porto Pim, Horta.

Praia de Porto Pim (Horta)

Monte da Guia e Marina da Horta (fotografia abaixo). 

Horta

Monte da Guia e Praia de Porto Pim (fotografia abaixo).

Monte da Guia - Horta

 Abaixo as fotografias do Vulcão dos Capelinhos, que 

2 (7).jpg

2 (15).jpg

GOPR7941.jpg

IMG_0789.jpg

IMG_0794_redimensionada.jpg

IMG_0797_redimensionada.jpg

IMG_0798_redimensionada.jpg

IMG_0799_redimensionada.jpg

 

No que toca a mais detalhes da ilha do Faial, podem ver o post sobre onde e o que se comeu na ilha, À mesa, nas ilhas do Pico e Faial!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:24


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.